Como comprar uma máquina agrícola sem erros?


A tecnologia está revolucionando o agronegócio. Atualmente, o agricultor tem à disposição máquinas agrícolas modernas, inovadoras e completas. Com recursos que oferecem suporte para várias etapas do trabalho no campo, é certo que o uso dos equipamentos certos não só agiliza a rotina, como também aumenta a produtividade e a rentabilidade da lavoura.

No entanto, escolher a máquina agrícola ideal nem sempre é uma tarefa simples. Até mesmo porque, na maioria das vezes, esse tipo de aquisição exige um investimento.

Para orientar o seu processo de tomada de decisão de compra, apresentamos, neste artigo, tudo o que você deve saber na hora de escolher a máquina agrícola ideal para a sua demanda.

Continue a leitura! 
 

Máquina agrícola: 4 principais benefícios do uso  


No dia a dia no campo, contar com os implementos agrícolas certos permite ao produtor rural ir sempre além. A mecanização do campo e a inserção de maquinários nos sistemas produtivos traz uma série de vantagens, como:

●        Otimização e a ampliação da capacidade produtiva;

●        Redução de perdas;

●        Autossuficiência das propriedades;

●        Inserção dos pequenos e médios agricultores no mercado. 

 

Máquina agrícola: modelos que fazem a diferença
 

Seja para a preparação do solo, seja para aplicação de adubos, defensivos e fertilizantes ou ainda para outro processo, o fato é que para cada etapa da produção existe a máquina agrícola certa. Saiba quais são as mais utilizadas no campo:

Arados

São equipamentos usados no preparo periódico primário do solo. Eles auxiliam o agricultor nas tarefas de lavrar a terra e descompactar o solo, rompendo algumas camadas e abrindo passagem para a luz solar e os nutrientes. Podem ser de dois tipos:

Arados de discos: usados em solos secos, duros e pegajosos;

Arados de aiveca: produzem a inversão do solo. Em áreas com pedras e tocos, o uso pode se tornar difícil.

Roçadeiras

Para as tarefas de desbaste e pode, contar com uma máquina agrícola pode otimizar muito o trabalho no campo. As roçadeiras automáticas fazem o desbaste e a poda na medida certa para proporcionar o crescimento e o desenvolvimento das plantações. 

Motocultivador

Como um equipamento versátil, o motocultivador torna o trabalho do agricultor mais fácil e prático. Isso porque a máquina auxilia na organização da área para o plantio, afofando a terra e preparando o solo. Quando usado com acessórios, os motocultivadores modernos também permitem executar outras tarefas importantes, como sulcar a terra para a plantação de hortaliças.

Movido à combustão, o motocultivador é uma máquina importante que acelera o processo de cultivo e proporciona aumento de produção. 
 

Motobomba

A motobomba é essencial para os trabalhos que necessitem de muita força por um determinado tempo. A motobomba também pode ser chamada de bomba d’água e é essencial para bombear a água de um determinado lugar para outro.

Na hora de molhar a terra, a plantação ou outros, esse equipamento é seu grande parceiro para essas horas. 

Pulverizador

Essa é a máquina agrícola que permite a aplicação de adubos, fertilizantes e defensivos nas plantações. Um bom pulverizador ajuda o produtor rural garantir a saúde dos alimentos cultivados, afastando pragas e insetos longe da lavoura. O mercado dispõe de modelos de pulverizadores manuais, elétricos ou a combustível.

 

Gerador de energia

A operação agrícola não pode parar. Por isso, ter um gerador de energia na propriedade é tão importante. Ele permite que a energia elétrica esteja disponível ininterruptamente. Assim, mesmo quando a distribuição de energia da companhia elétrica falhar, todos os equipamentos e sistemas podem manter seu pleno funcionamento graças ao gerador de energia.


Motosserra

Considerada uma máquina coringa para as atividades do campo, a motosserra é essencial para uma série de manutenções. O equipamento é muito usado na poda de árvores, por exemplo, que precisa ser feita para que as plantas cresçam com saúde. Além disso, a motosserra também é aplicada no corte de lenha, já que nas propriedades rurais o uso do fogão à lenha e da lareira é bastante comum.

[Se você quer saber mais sobre o uso da motosserra e entender como escolher o equipamento ideal, confira nosso artigo sobre o tema.]

Qual máquina agrícola escolher? 


Agora que você já conhece os principais implementos agrícolas disponíveis para pequenos e médios produtores, o próximo passo é escolher a máquina ideal para a sua propriedade rural.

A seguir, listamos os principais aspectos que você deve avaliar antes de fazer esse tipo de investimento.
 

#1 Identifique as particularidades da cultura

Os implementos agrícolas oferecidos pelo mercado têm variações de tamanho, potência e funções. Por isso, é importante avaliar as características da sua cultura:

●        Tamanho da plantação: a máquina agrícola deve ser adquirida de acordo com a capacidade exata de produção. Assim, o investimento inicial é coerente e o agricultor evita arcar com o desperdício de combustível.

●        Características da plantação: conheças as condições do solo, técnicas de plantio, tamanho do ciclo, práticas de colheita, entre outros aspectos.
 

#2 Conheça a sua operação

Ter uma visão 360° da operação ajuda o agricultor a analisar a sequência de atividades realizadas em sua produção agrícola. Assim, torna-se mais fácil mapear o que pode ser otimizado por um implemento e o que pode substituir a mão de obra.

Além disso, é importante avaliar o estado do trator. Isso porque o uso de qualquer outra máquina agrícola vai depender dele. Via de regra, além de ser versátil, o trator deve:

●        Apresentar um bom desempenho;

●        Ter potência para tracionar o equipamento anexado;

●        Estar com a manutenção em dia.

Sabendo disso, a escolha do implemento deve ser orientada pela potência do seu trator. O ideal é que as duas máquinas agrícolas tenham a mesma capacidade.
 

#3 Avalie os custos

É claro que o investimento é um critério importante na escolha da máquina agrícola ideal. Antes da compra do implemento, é importante que o produtor rural faça um planejamento, avaliando os custos envolvidos na aquisição:

Custos diretos: engloba o valor da própria compra do implemento, do seguro, do combustível e da manutenção. Considere que a frequência e os valores podem variar.

Custos indiretos: relacionados às possíveis perdas que podem ser geradas pela inadequação do implemento naquela cultura ou por outros problemas relacionados ao clima que impeçam o uso da máquina agrícola em algumas épocas.

Muito bem! Agora você já conhece os principais modelos de implementos agrícolas e sabe como encontrar a solução ideal para a sua operação.

Quer contar com a tranquilidade de investir em máquinas agrícolas de alta qualidade? Conheça o portfólio da Branco Motores. Há 85 anos, levando a força que o agronegócio precisa para crescer.